Newsletter
Receba as nossas novidades na sua caixa de correio.


Descarregue aqui o catálogo da editora em formato pdf.
Arcádia
Autor: Jim Crace
Colecção: Gradiva

Páginas: 364
Ano de edição: 2006
ISBN: 978-989-616-138-5
5 €

Quantidade:
Sinopse
Orfão em tenra idade, Victor cresce nos arredores do mercado ao ar livre da cidade, o Mercado do Sabão, tornando-se ele próprio num comerciante de sucesso e construindo gradualmente uma grande fortuna.

Aos 80 anos, o excêntrico milionário decide deitar abaixo o mercado e mandar construir no seu lugar um moderno e envidraçado centro comercial, como um tributo à cidade. Apesar da oposição de Rook, o seu braço-direito, e dos protestos dos trabalhadores do mercado, que se verão despejados, Arcádia é construída. Victor deixa a sua marca na cidade, tão indelével e disruptiva como a que a cidade deixou nele.

Com uma prosa energética e sensual, fervilhante de imagens hábeis e atordoantes, Jim Crace parte da forma como as cidades corrompem os homens que se tornam ricos e sofisticados para revelar como o progresso varre o passado e distancia as pessoas do mundo natural.

Uma sarcástica e arguta história de moral, onde Jim Crace comprova uma vez mais as suas qualidades como contador de histórias. Mais do que isso: como um autêntico camaleão, Crace experimenta em Arcádia um novo estilo, um novo tom, e aventura-se em novas direcções à medida que impulsiona uma narrativa magnetizante, pejada de apartes irónicos.

VEJA O QUE DIZEM OS CRÍTICOS:

«Desde Moby Dick que o verso branco não ressoava tão implacavelmente sob a superfície da prosa [...] O efeito é arrebatador.»
ADAM MARS-JONES, Independent

«Frase a frase, trata-se provavelmente de um dos mais belos livros dos últimos anos [...] Jim Crace revela-se cada vez mais vigoroso.»
DAVID ROBSON, Sunday Telegraph
Autor(es)
JIM CRACE nasceu em Hertfordshire, Inglaterra, em 1946, e cresceu no norte de Londres. Foi leitor de Literatura Inglesa na Universidade de Londres e dedicou-se à ficção em 1974, sendo actualmente considerado uma dos mais inovadores e originais autores internacionais, com uma poderosa capacidade para criar mundos e cenários imaginários.



Entre as suas obras de ficção contam-se Continent (Prémio Whitbread First Novel 1986, Prémio The Guardian 1986 e Prémio David Higham 1986), The Gift of Stones (GAP International Prize for Literature 1989), Quarentena (finalista do Booker Prize 1997) e Morte nas Dunas (Prémio Whitbread Novel 1999, Prémio National Book Critics' Circle 2000 e finalista do Prémio Literário International IMPAC Dublin 1999), estando as duas últimas publicadas em Portugal pela Gradiva.



Foi galardoado com o Prémio E. M. Forster pela Academia Americana das Artes e das Letras em 1992 e tornou-se membro da Royal Society of Literature em 1999.



Vive em Birmingham, Inglaterra, com a mulher e os dois filhos.