Newsletter
Receba as nossas novidades na sua caixa de correio.


Descarregue aqui o catálogo da editora em formato pdf.
10%
Geladas Brumas
Autor: Jaime Freire
Colecção: Gradiva

Páginas: 360
Ano de edição: 2009
ISBN: 978-989-616-333-4
16,15 €
14,53 €

Quantidade:
Sinopse
Forbes Valdeflores é um advogado lisboeta igual a tantos outros. Trabalha em prática isolada, à margem das grandes e mercantis sociedades de advogados, e tenta sobreviver na emaranhada selva forense à custa de pequenos casos que vai tendo ocasionalmente. No que respeita à sua vida pessoal, as coisas também não estão fáceis: acaba de se divorciar da bela e infiel Lola Valdeflores e ainda não se encontra totalmente refeito da sórdida dissolução do casamento, que não desejava. A rotina sucede-se sob o signo da solidão.

Um dia, porém, aparece no seu modesto escritório uma mulher que lhe pede para resolver a seu favor uma questão controversa. Pela história que conta no recato do escritório, parece ter a razão toda do seu lado e Forbes Valdeflores aceita a defesa da causa desconhecendo o terrível segredo que se esconde por detrás da sua aparente justeza e simplicidade.

O assunto acaba por conduzi-lo a Paris e é precisamente aí que o advogado inicia como viajante a decifração de um homicídio selvagem e hediondo ocorrido nas margens do Sena, defrontando simultaneamente um estranho fantasma que o persegue e se torna mais intrigante e ameaçador à medida que o herói se aproxima da horrível verdade.

Geladas Brumas é um romance inquietante, de um ficcionista singular, que podemos situar algures entre o thriller jurídico de qualidade e a alta ghost story.

O AUTOR

JAIME FREIRE nasceu em Lisboa, vive na Figueira da Foz e é licenciado em Direito. Publicou O Homem da Superfície (Editorial Escritor, 1997), Conversa na Ilha da Jana (Black Sun Editores, 1998, Os Dragões de Komodo (Black Sun Editores, 2001), Any Time Is Tee Time e outras histórias (Angelus Novus, 2003) e A Japonesa Nua (Edição do Autor, 2009).
O QUE SE DIZ SOBRE O AUTOR

«O Direito entendido como fábula: romance, uma teoria do fantástico (nos termos do próprio Jaime Freire).
Como se a Lei, o simbólico, ou a ordem social, fossem encenações (figuras, máscaras) do imaginário que a Literatura (o romance), porque lida mais chãmente, empiricamente, com essas matérias - a realidade dos fantasmas e dos simulacros -, se encontrasse em melhores condições de intuir e perceber, instersticialmente.
O romance (teoria) do Direito (e da Literatura) de Geladas Brumas seria assim uma espécie de gruta de Platão descoberta, a céu aberto, reciclada em sala de projecção do cinema da escrita: da realidade antecipada das imagens que ela é capaz de extrair, esculpindo-as por dentro, da própria matéria (ficcional: o seu modo de agir/ funcionar) do mundo.»

FERNANDO GUERREIRO, professor na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, poeta e ensaísta



Autor(es)
Jaime Freire