Newsletter
Receba as nossas novidades na sua caixa de correio.


Descarregue aqui o catálogo da editora em formato pdf.
10%
A Liga da Chave Dourada
Colecção: Gradiva

Páginas: 672
Ano de edição: 2003
ISBN: 978-972-662-900-9
7,5 €
6,75 €

Quantidade:
Sinopse
Um exuberante triunfo da linguagem e da imaginação, um belíssimo romance no qual as aventuras tragicómicas de dois jovens génios revelam muito do que aconteceu à América em meados do século XX. À semelhança de American Pastoral, de Phillip Roth, e Underworld, de Don DeLillo, A Liga da Chave Dourada é um romance de dimensão épica que abarca diferentes épocas e continentes, uma verdadeira obra-prima assinada por um dos mais talentosos ficcionistas americanos da actualidade.

Estamos em Nova Iorque em 1939. Joe Kavalier, jovem artista versado na arte da evasão houdiniesca, acaba de realizar a sua maior façanha até ao momento: escapar clandestinamente da Praga ocupada pelos nazis. Está determinado a fazer fortuna para poder trazer a família para a liberdade. O primo, um rapaz de Brooklyn chamado Sammy Clay, procura um colaborador para criar os heróis, histórias e desenhos da última novidade a atingir o mundo de sonhos americano: as revistas de quadradinhos. Com as suas fantasias, medos e sonhos, Joe e Sammy tecem a lenda desse herói inesquecível - o Escapista. E, inspirados pela bela e esquiva Rosa Saks, uma mulher que ficará ligada a ambos por poderosos laços de desejo, amor e vergonha, criam a sobrenatural Senhora da Noite, Luna. Enquanto a sombra de Hitler se estende sobre a Europa e o mundo, a idade de ouro da banda desenhada começa.

O brilhante talento literário que tem levado alguns críticos a compararem Michael Chabon a Nabokov é evidente em cada página de A Liga da Chave Dourada. Chabon escreve «como uma aranha mágica, tecendo sem esforço elaboradas teias de palavras que aprisionam o leitor», escreveu Michiko Kakutani, do New York Times. Chabon criou, em Joe Kavalier, um herói para o século.

«A jovem estrela das letras americanas [...] Um escritor não só de raro talento e inteligência, mas também de uma imensa generosidade.»

JONATHAN YARDLEY, The Washington Post Book World

«Chabon tem páginas de ficção, por vezes de uma perfeição deslumbrante.»

MICHAEL CARROLL, Los Angeles Time Book Review

Autor(es)
Autor de obras de ficção como The Mysteries of Pittsburgh, A Model World, Wonder Boys e Werewolves in Their Youth, Michael Chabon tem colaborado em publicações tão diversas como The New Yorker, Harper's, Esquire e Playboy, bem como numa série de antologias, entre as quais Prize Stories 1999: The O. Henry Awards. Vive em Berkeley, na Califórnia, com a mulher, Ayelet Waldman, também romancista, e os filhos.